On


12ª SESSÃO ORDINÁRIA DA CÂMARA MUNICIPAL DE SENADOR SÁ EM 17/06/13

      Busco adjetivos que possam classificar o trabalho de alguns vereadores desta dita "casa do povo" que do povo não tem nada.  O fato dos vereadores da situação não acreditarem nas informações colhidas pelo edil vereador Raul deve ser por que é realmente difícil de acreditar numa "roubalheira descarada", incrível mesmo!
      Tanta vontade de trabalhar que ainda adia trabalhos para próxima sessão daqui a mais de um mês, muito prestativos nossos vereadores que trabalham apenas para si e para o executivo e o povo que literalmente "foda-se", os senhores parlamentares do executivo e legislativo de Senador Sá merecem aplausos por fazerem NADA que dignifiquem todos os votos que tiveram, votos esses que na teoria são ofertados com honestidade. Aplausos, aplausos, aplausos e mais aplausos...
        Agora vamos nos preocupar em fazer uma ótima festa junina (Chitão) para comemorar todo que nós senadorsaenses não temos e aplaudir nossos governantes de fachada, vai SENADOR SÁ... Vai BRASIL...

A Câmara Municipal de Senador Sá-Ceará, sob a presidência do vereador Vilane Marques, reuniu-se ordinariamente em sua 12ª sessão, dia 17/06/13, às 09:20hs, no Plenário Pitombeiras. Estiveram presentes além do presidente, os vereadores: Regina Lúcia, Antônio Pereira, Olivalda Barros, José Mª Carneiro, Maria do Carmo, Raul Neto, Róbson Vasconcelos e Cristina Bastos.

EXPEDIENTE DO DIA – Não havendo matéria a apresentar, a presidência da Mesa facultou a palavra que, inicialmente, foi usada pela vereadora Olivalda Barros, que bastante comovida, lamentou a morte da senhora Valderês Alves, mãe de sua colega de faculdade Renata Alves, ambas do distrito de Serrota. A vereadora Maria do Carmo corroborou com o sentimento da sua colega Olivalda e, também lamentou a perda da Sra Valderês, e, ressaltou a figura do senadorsaense Caio César, que tão bem tem representado Senador Sá no book, esporte que escolheu e vem conquistando vitorias no cartame. A nobre parlamentar sugeriu à Casa que lhe prestasse uma justa homenagem quando de sua visita a Senador Sá.
O vereador Raul Neto, usando a tribuna como deveriam fazer os demais colegas, rendeu a família enlutada votos de condolências pela perca de sua matriarca e congratulou-se com o seu colega Caio César, pelo sucesso e que tão bem tem nos representado lá fora. O distinto edil, denunciou as péssimas condições da saúde pública em nosso Município, com falta de medicamentos básicos, entre outros problemas, da qual foi vítima e pediu à presidência que intervenha junto ao Executivo para amenizar o sofrimento da população carente. Raul aproveitou o ensejo para dá conhecimento ao Plenário, que entrou nas contas bancárias da prefeitura de Senador Sá, dia 10/06/13 de FUNDEB o montante de R$ 1.737.539,23 e que deste total, R$ 1.550.605,02 (1 milhão, 550 mil, 605 reais e 2 centavos) referem-se à bônus gratificatórios para os professores da rede municipal que estiveram em sala de aula ou no apoio durante o ano base 2012. Acrescentou ainda que, foi procurado por alguns professores para tratar do assunto e se colocou a disposição da categoria conforme o interesse do sindicato. O vereador, por diversas vezes, foi aparteado pelos colegas Pereira e Maria do Carmo, que não acreditaram na veracidade de suas informações, cujas são oriundas do site do Banco do Brasil. Ao que se observa, faltam mais interesse e empenho por parte dos professores na busca dos seus respectivos direitos, ao invés de deixa-los à mercê do executivo ou daqueles que o defendem com veemência no legislativo e nas esquinas da cidade.

ORDEM DO DIA – A presidência comunicou ao Plenário que em face do falecimento da Sra. Valderês Alves, no distrito de Serrota e, do interesse de alguns colegas vereadores em acompanhar o seu sepultamento, a pauta de hoje foi transferida para a próxima sessão. E, como nada mais havia a tratar, declarou encerrada a presente sessão, comunicando ainda, que a Câmara voltará às suas atividades normais, dia 05 de agosto próximo, no horário regimental. (por Mário Sampaio).