42 famílias de Senador Sá são beneficiadas com fogões sustentáveis

 


    Nesta quinta-feira (30) foi realizado momento solene para as entregas dos 42 fogões sustentáveis para as comunidades de Lagoa Cumprida e Picada. A reunião para o recebimento dos equipamentos aconteceu no auditório do Sindicato dos trabalhadores Rurais de Senador Sá. 

    Os fogões irão auxiliar as famílias com a economia financeira e na sustentabilidade ecológica no preparo dos alimentos. Fornecendo um local mais apropriado e saudável devido a redução da fumaça no ambiente interno das casas além da funcionalidade do equipamento.

Presidente do Sindicato dos trabalhadores Rurais de Senador Sá, Jailson Monteiro

   Essa é uma demanda antiga do agricultores que foi uma das conquistas adquiridas através da articulação e empenho do prefeito Bel Júnior junto a Secretaria das Cidades, que vem através das Associações comunitárias das localidades. Após foi realizada a entrega às famílias pela equipe do STR e poder público. 

Foto: Juniel Kempers


Funcionamento 

    Os fogões sustentáveis são diferentes dos modelos de fogão à lenha tradicionais, com eficiência energética superior em 96%. As novas unidades possuem tecnologia mais avançada quando o assunto é impacto ao meio ambiente e saúde das famílias, pois necessitam de menos lenha para a combustão (colaborando para a conservação da caatinga) e produzem menos fumaça para o interior das casas, diminuindo assim o risco de problemas respiratórios.

     As unidades possuem uma gaveta onde é colocada a lenha para a queima. Com o calor, uma chapa de aço acoplada na parte superior esquenta garantindo o cozimento rápido da comida. As cinzas produzidas caem em um depósito dentro do fogão, e a fumaça é canalizada por uma tubulação que é lançada para fora da casa pela chaminé. O fogão possui além das bocas tradicionais, um forno que auxilia no desempenho do processo de cocção.



Projeto Fogões Ecológicos 

    O projeto Fogões Sustentáveis teve início em 2007 dentro do programa de Melhorias Habitacionais, da Secretaria das Cidades.

Postar um comentário

0 Comentários