O primeiro turno das eleições de 2022 ocorrerá no primeiro domingo de outubro, dia 2, do próximo ano, data em que os brasileiros irão às urnas escolher o presidente da República, os 27 governos dos Estados e do Distrito Federal, 27 vagas no Senado e 513 cadeiras na Câmara Federal, além dos postos de deputado estadual e distrital.

Os atuais governadores que não irão disputar a reeleição e pretendem ser candidatos a um outro cargo eletivo, devem deixar a função pública antes de se candidatar.

Os chefes do Poder Executivo devem renunciar a seus mandatos até seis meses antes da eleição para concorrerem a cargos diferentes dos atuais, prazo que se encerra em 2 de abril de 2022. É o caso dos governadores Camilo Santana (PT), que pretende disputar o mandato de senador e do governador de São Paulo, João Doria (PSDB) que pretende concorrer a presidência da República.

Já os chefes do Executivo que pretendem concorrer à reeleição não precisam renunciar ao mandato ou se afastar do cargo, caso do atual presidente da República Jair Bolsonaro (PL) que deve buscar sua releição.

O segundo turno das eleições de 2022 está marcado para o dia 30 de outubro.