O pagamento do Auxílio Gás e do Auxílio Brasil começa nesta terça-feira (18/01) em todo o país. O saque pode ser feito nas agências e em terminais de autoatendimento da Caixa Econômica Federal, além de lotéricas e correspondentes bancários. O valor também pode ser usado para pagamento de compras e contas, por meio do aplicativo Caixa Tem.

Em 2022, o pagamento dos dois benefícios seguirá o mesmo calendário, que varia conforme o número final do NIS (Número de Identificação Social). Nesta terça, recebem os beneficiários que possuem NIS com final 1. Os depósitos de janeiro seguirão até o dia 31. O pagamento do Auxílio Brasil, que tem valor mínimo de R$ 400, é mensal e o Auxílio Gás, no valor de R$ 52 por família, será pago a cada dois meses às famílias selecionadas.


Segundo o Ministério da Cidadania, 5,58 milhões de famílias receberão o auxílio para a compra do gás. Cerca de 108 mil famílias moradoras dos cem municípios da Bahia e Minas Gerais que decretaram estado de calamidade por causa das chuvas receberam o valor antecipadamente, em 27 de dezembro.

De acordo com o ministério, 3,06 milhões de famílias foram incluídas no Auxílio Brasil em janeiro, que passa a totalizar 17,5 milhões de lares participantes. Em São Paulo, 482 mil famílias passam a receber o benefício a partir desta terça. O estado possui 2,1 milhões de famílias contempladas, diz a pasta.

COMO SACAR E MOVIMENTAR OS BENEFÍCIOS

Os valores do Auxilio Brasil e o vale-gás poderão ser sacados e movimentados online de maneira semelhante. Cartões e senhas utilizados para saque do Auxílio Brasil poderão ser utilizados para o recebimento do Auxílio Gás, informou a Caixa.

Os saques com o cartão do programa podem ser feitos nos terminais de autoatendimento e em agências da Caixa, nas lotéricas e nos correspondentes Caixa Aqui (empresas contratadas pela instituição financeira para prestar serviços bancários em seu nome). Nos dois últimos, além do cartão do benefício, é necessário apresentar documento de identificação.

Caso opte por fazer o saque utilizando o aplicativo Caixa Tem, o beneficiário deve gerar um código (chamado de token). Para isso, deve selecionar no aplicativo a opção “saque sem cartão”. Em seguida, deve clicar em “gerar código para saque”. O código tem validade de uma hora e também pode ser usado para retirar valores em caixas eletrônicos, agências, lotéricas ou unidades de correspondentes bancários.

Se preferir não sacar o dinheiro, o beneficiário pode utilizar o aplicativo Caixa Tem para realizar compras em estabelecimentos como mercados e farmácias por meio do cartão de débito virtual ou função QR Code. No aplicativo e nas lotéricas também é possível pagar contas de gás, água, luz, telefone e boletos diversos com o valor dos benefícios.

COMO CONSULTAR PARCELA

Para saber se a parcela do Auxílio Brasil está disponível, o beneficiário pode consultar o aplicativo Caixa Tem ou o aplicativo Auxílio Brasil. A consulta também pode ser feita pelo telefone 111, com o número do CPF ou NIS.

FORMA DE PAGAMENTO PELA CAIXA

A Caixa deposita os pagamentos na poupança social digital, aberta automaticamente em nome dos responsáveis pela família e acessada pelo aplicativo Caixa Tem. O valor também pode ser depositado pelo banco na poupança Caixa Fácil cadastrada, que não permite saques com o cartão do programa ou movimentação dos valores pelo aplicativo Caixa Tem. O pagamento também pode ser disponibilizado direto para o saque com o cartão social.

QUEM TEM DIREITO

O Auxílio Brasil, substituto do Bolsa Família, é destinado a famílias em situação de pobreza ou extrema pobreza, compostas por gestantes, mães que amamentam, crianças e jovens até 21 anos incompletos. As famílias cadastradas foram selecionadas pelo Ministério da Cidadania.

O Auxílio-Gás foi criado pela lei nº 14.237, em novembro, para auxiliar famílias de baixa renda na compra do gás de cozinha. Não há inscrição. As famílias que preenchem os critérios são selecionadas pelo Ministério da Cidadania. A preferência é dada para famílias com mulheres vítimas de violência doméstica, que estejam sob monitoramento de medidas protetivas de urgência.

Folha SP