O Ministério Público do Ceará (MPCE), Ministério Público Federal (MPF) e Ministério Público do Trabalho (MPT) se reuniram virtualmente, nesta terça-feira (25/01), com representantes da Secretaria da Saúde do Estado (Sesa) e de escolas públicas e particulares. Na ocasião, foi discutido sobre o protocolo sanitário apresentado pela Sesa e, como resultado, o Ministério Público solicitou que seja criado um protocolo sanitário diferenciado para crianças menores de 12 anos nas escolas cearenses, visto que as crianças que têm mais de 5 anos só começaram a ser vacinadas no Estado no último dia 15 de janeiro.

No encontro de hoje, a Sesa comprometeu-se a elaborar um protocolo mais protetivo para as crianças de até 11 anos, visto que grande parte destas ainda não tomou a primeira dose da vacina contra a Covid-19. Contudo, o Ministério Público se manifestou pela suspensão das aulas no caso de dois alunos – que sejam menores de 12 anos e que estudem na mesma sala – testem positivo dentro de um intervalo de cinco dias.

O Ministério Público não solicitou mudanças no protocolo sanitário para maiores de 12 anos, visto que a faixa etária, de acordo com o cronograma de vacinação, já deve estar com as duas doses da vacina.

MPCE