O Programa de Serviço Civil Voluntário terá como público prioritário jovens entre 18 e 29 anos, geração “Nem Nem”, e as pessoas acima de 50 anos que estão fora do mercado há mais de dois anos. A informação foi divulgada pelo ministro do Trabalho e Previdência, Onyx Lorenzoni, na última terça-feira (8).

De acordo Lorenzoni, o Programa de Serviço Civil Voluntário vai criar vagas de trabalho para pessoas que vivem em situação de informalidade, cerca de 40 milhões de brasileiros. Desse número, 7,8 milhões são do grupo chamado Nem Nem – os que nem estudam e nem trabalham.

No dia 28 de janeiro deste ano, o presidente da República, Jair Bolsonaro, assinou a medida provisória que institui o Programa Nacional de Serviço Civil Voluntário. De acordo com informações do Governo Federal, o programa é executado pelo Ministério do Trabalho e Previdência e vai durar até o fim deste ano. 

O público prioritário são os jovens entre 18 e 29 anos e as pessoas acima de 50 anos que estão fora do mercado há mais de dois anos. As prefeituras vão receber o público-alvo para trabalhar e será paga uma bolsa no valor de meio salário mínimo, vale transporte e seguro de acidentes pessoais. Serão disponibilizados mais de 200 cursos de qualificação.

A meta é abrir as portas do mercado para os jovens, aumentar a empregabilidade para quem tem mais idade e amenizar os impactos sociais da crise causada pela Covid-19 na área do emprego.

GCMais - AVSQ