Nesta sexta-feira (1º), às 23h59, encerrou-se o prazo chamado de janela partidária, quando os políticos podem trocar de partido. O período começou em 3 de março. Pelo menos 18 dos 46 deputados estaduais do Ceará anunciaram a mudança de sigla até o momento.

A janela partidária é o intervalo que acontece seis meses antes da eleição, quando a legislação concede a deputados federais, estaduais e vereadores a possibilidade de trocar de partido sem correr o risco de perder o mandato vigente. Para quem não tem mandato, essa mudança é aceita a qualquer momento.

As mudanças envolvem uma maior fatia do fundo partidário para custear a campanha, mais tempo de TV e rádio durante o horário gratuito eleitoral e, claro, a maior possibilidade de se eleger.

Confira os deputados estaduais que trocaram de partido para a disputa das eleições 2022. A lista está em ordem alfabética.

  1. André Fernandes saiu do Republicanos e foi para o PL;
  2. Apóstolo Luís Henrique também trocou o Progressistas pelo Republicanos;
  3. Audic Mota deixou o PSB e retornou ao MDB;
  4. Augusta Brito era PCdoB e agora é do PT;
  5. Delegado Cavalcante se elegeu pelo PSL, agora vai tentar um novo mandato pelo PL;
  6. Elvilo Araújo era Patriota, agora é PSDB;
  7. Fernanda Pessoa fazia parte do PSDB, mas foi para o União Brasil;
  8. Fernando Hugo era Progressistas e volta para o PSDB;
  9. Heitor Ferrer deixou o Solidariedade para ir para o União Brasil;
  10. João Jaime estava no Democratas, agora é Progressista;
  11. Julio Cesar Filho, líder do Governo na AL, deixou o PDT para ir para o partido de Camilo Santana, o PT;
  12. Lucílvio Girão é outro que foi do Progressistas ao PSD;
  13. Nelinho Freitas estava no PSDB e agora é MDB;
  14. Nizo Costa é outro que foi para o PT, deixando o PSB;
  15. Soldado Noélio segue Capitão Wagner, deixa o Pros e chega ao União Brasil;
  16. Tony Brito também deixou o Pros pelo União Brasil;
  17. Zezinho Albuquerque deixou o PDT pelo PP, o Progressistas;
  18. Walter Cavalcante deixou, após muito tempo, MDB para ir para o PV.

O União Brasil foi o partido que mais recebeu novas filiações no Ceará. A sigla foi criada em novembro de 2021, após a junção entre Partido Social Liberal (PSL) e o Democratas (DEM), que recebeu quatro novos candidatos. O Partido dos Trabalhadores (PT), vem em seguida, com três novos deputados. Já o Pros, que antes era a principal sigla de oposição ao Governo do Estado, foi o partido que mais perdeu parlamentares, com a saída de dois deputados.

GC Mais