Açude Tucunduba em Senador Sá  . Foto NS 

Subiu para 30 o número de reservatórios que atingiram a capacidade máxima de armazenamento no Ceará. A informação consta no boletim mais recente do Portal Hidrológico do Ceará – gerenciado pela Companhia de Gestão dos Recursos Hídricos (Cogerh), atualizado nesse sábado, 23. O açude de Acarape do Meio, no município de Redenção, região Norte do Estado, foi o último a sangrar. As águas começaram a verter entre sexta-feira, 22, e a madrugada de ontem.

Desde o início da estação chuvosa, no dia primeiro de fevereiro, 28 reservatórios cearenses já verteram suas águas. Desde então, o Ceará apresenta melhora gradativa na situação hídrica. O volume médio do aporte de águas dos 155 açudes monitorados pela Cogerh saltou de 21,1% para 34,2%, percentual que tira o Estado da situação de alerta para escassez hídrica —quando atinge patamar abaixo de 30%. 

Além dos açudes já sangrando, outros nove açudes cearenses estão na iminência de transbordar, com reservas hídricas acima de 90%. O mais próximo da sangria é o Diamantino II (99,743%), seguido pelo Gangorra (99,55%) e o Do Coronel (99,45%). O painel da Cogerh ainda mostra que, até a noite desse sábado, 23, o Ceará tinha pelo menos 59 açudes com nível hídrico abaixo de 30%. 

O Povo