A maioria dos brasileiros aptos a votar nas eleições de outubro diz que considera a educação um tema “muito importante” para escolher definir qual candidato receberá seu voto, aponta uma nova pesquisa encomendada pelo Todos pela Educação. Ela mostrou que 59% dos eleitores dizem que as propostas para a área serão consideradas para essa definição.

O levantamento foi feito pela Conectar Pesquisas e Inteligência entre os dias 7 e 24 de fevereiro deste ano. Foram entrevistadas 3.860 pessoas com mais de 16 anos por telefone, com uma amostra que representa a população eleitoral brasileira. A margem de erro é de 1,6% para mais ou para menos.

O levantamento também perguntou quais áreas da educação os entrevistados consideram como mais importantes para serem discutidas pelos candidatos. A melhoria da infraestrutura das escolas públicas aparece em primeiro lugar, com 45% das respostas, seguida da melhoria das carreiras dos professores, com 43%.

A busca por estudantes que não retornaram às escolas depois da retomada das aulas presenciais é apontada por 33%, e o ensino em tempo integral por 30%. Logo em seguida aparece o desenvolvimento de ações para recuperar as perdas de aprendizado durante a pandemia, com 27%, e a melhoria na oferta de creches, com 28%.

A pesquisa também avaliou a satisfação com a condução do atual governo federal na educação. Os resultados mostram que 58% estão muito insatisfeitos ou insatisfeitos com a política do governo Jair Bolsonaro (PL) na área. Entre os que aprovam a condução, 4% estão muito satisfeitos e 27%, satisfeitos

Sobre as gestões estaduais, 54% dos entrevistados disseram estar muito insatisfeitos ou insatisfeitos com as políticas para a educação.

Folha SP